Relato de acidente fatal causado por Bothrops jararaca (Serpentes: Viperidae) sem alterações hemorrágicas.

Abstract

Acidentes envolvendo serpentes peçonhentas são um problema de saúde pública no Brasil em virtude do desequilíbrio ecológico. O artigo relata acidente por B. jararaca apresentando edema e cianose, mas com TC normal. Evoluiu com taquicardia e hipotensão, recebendo 14 ampolas de soro antibotrópico. O paciente foi a óbito por choque cardiogênico decorrente da síndrome toxêmica. Apesar das manifestações locais compatíveis com envenenamento botrópico, a ausência de alteração no TC difere do padrão descrito pela literatura. Em função da baixa sensibilidade e especificidade deste teste, propõem-se que o parâmetro TC não deva ser utilizado de forma isolada para traçar conduta em acidentes botrópicos.

Author Biographies

Tiago Gaudie Ley Meohas, Hospital Municipal Lourenço Jorge
Médico do Hospital Municipal Lourenço Jorge - Rio de Janeiro.
Claudio Machado, Instituto Vital Brazil
Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1989), Bacharelado em Ciências Biológica com especialidade em Zoologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1988) e Mestrado em Informação e Comunicação em Saúde (2011) pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (ICICT - FIOCRUZ). Doutor em Medicina Tropical no IOC-Fiocruz. Atualmente é biólogo do Instituto Vital Brazil, exercendo o cargo de chefe da Divisão de Herpetologia. Coordena a criação de serpentes para produção no Instituto Vital Brazil. É vice-coordenador da Comissão de Ética no Uso de Animais do Instituto Vital Brazil (CEUA-Vital Brazil). Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Herpetologia e Saúde Pública. Ministra cursos sobre manejo de serpentes, epidemiologia e prevenção de acidentes com animais peçonhentos, com ênfase em serpentes.
Rafael Zigliotti Sana, Universidade Grande Rio
Acadêmico de Medicina da Universidade Grande Rio

References

BARRAVIEIRA, B. Acidentes Ofídicos. In: VERONESI R, F. R. (Ed.). . Tratado de Infectologia. 1a ed. ed. São Paulo: Atheneu, 1996. p. 1562–1567.
BERTOLOZZI, M. R. et al. Vulnerabilities in snakebites in Sao Paulo, Brazil. Revista de Saúde Pública, v. 49, p. 1–7, 2015.
BOCHNER, R.; FISZON, J. T.; MACHADO, C. A Profile of Snake Bites in Brazil. Journal of Clinical Toxicology, v. 4, n. 194, p. 1–7, 2014.
BRASIL. Manual de diagnóstico e tratamento dos acidentes por animais peçonhentos. Brasilia. FUNASA. 2001.
CHIPPAUX, J. P. Snakebite envenomation turns again into a neglected tropical disease! Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 23, n. 1, p. 1–2, 2017a.
CHIPPAUX, J. P. Incidence and mortality due to snakebite in the Americas. PLoS Neglected Tropical Diseases, v. 11, n. 6, p. 1–39, 2017b.
COSTA, H. .; BERNILS, R. S. Répteis do Brasil e suas unidades federativas: Lista de espécies. Herpetologia Brasileira, v. 7, n. 1, p. 11–57, 2018.
CUPO, P. Bites and stings from venomous animals: A neglected Brazilian tropical disease. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 48, n. 6, p. 639–641, 2015.
FRANÇA, F. O. S.; MALAQUE, C. M. S. Acidente Botrópico. In: SARVIER (Ed.). . Animais Peçonhentos no Brasil: biologia, clínica e terapêutica dos acidentes. São Paulo: Sarvier, 2009.
ISLA, M.; MALAGA, O.; YARLEQUE, A. Caracteristicas bioquímicas y acción biológica de una hemorragina del veneno de Bothrops brazili. An. Fac. Med., v. 64, n. 3, p. 159–166, 2003.
LÔBO DE ARAÚJO, A.; KAMIGUTI, A.; BON, C. Coagulant and anticoagulant activities of Bothrops lanceolatus (Fer de lance) venom. Toxicon, v. 39, n. 2–3, p. 371–375, 1 fev. 2001.
MACHADO, C. Um panorama dos acidentes por animais peçonhentos no Brasil. Journal Health NPEPS, v. 1, n. 1, p. 1–3, 2016.
MISE, Y. F.; CARVALHO, F. M. Agriculture and snakebite in Bahia, Brazil – An ecological study. Annals of Agricultural and Environmental Medicine, v. 23, n. 3, p. 416–419, 2016.
MORENO, E. et al. Características clínicoepidemiológicas dos acidentes ofídicos em Rio Branco, Acre. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 38, n. 1, p. 15–21, fev. 2005.
SAZIMA, I. Um estudo da biologia comportamental da jararaca, Bothrops jararaca, com uso de marcas naturais. Mem. Inst. Butantan, v. 50, p. 83–89, 1988.
SOUZA, C. M. V.; MACHADO, C. Animais Peçonhentos de Importância Médica no município do Rio de Janeiro. Journal Health NPEPS, v. 2, n. 1, p. 16–39, 2017.
SOUZA, W. . Doenças negligenciadas. Rio de Janeiro: Academia Bras. Ciências, 2010.
Published
2019-02-28
How to Cite
Meohas, T. G. L., Machado, C., & Sana, R. Z. (2019). Relato de acidente fatal causado por Bothrops jararaca (Serpentes: Viperidae) sem alterações hemorrágicas, 12(1). https://doi.org/10.22280/revintervol12ed1.388