Proliferação celular na pelve renal de ratos expostos ao herbicida diuron ou ao adoçante artificial sacarina sódica

  • Osvaldo Luis Benedito Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp
  • Rafaela Marono Fava Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp
  • João Lauro Viana de Camargo Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp
  • Maria Luiza Cotrim Sartor de Oliveira Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp

Abstract

O aumento da proliferação celular no urotélio da bexiga de ratos expostos aos cancerígenos químicos diuron ou sacarina sódica (SNa) está associado à citotoxicidade ou à abrasão, respectivamente. Neste estudo foram estudadas as taxas de proliferação celular (Indice de marcação, IM) no urotélio da pelve renal de ratos alimentados com diuron 2500ppm ou SNa 710ppm por 07 dias ou 15 semanas. Aqueles agentes provocaram aumentos do IM e da incidência de hiperplasia urotelial em relação aos controles, embora de modo não significativo. Os resultados indicam que o urotélio da pelve renal é também suscetível a agentes químicos que aumentam a proliferação celular por diferentes modos de ação na bexiga urinária.

Author Biography

Rafaela Marono Fava, Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Sagrado Coração (2010) e Mestrado em Patologia (2014) pela Faculdade de Medicina de Botucatu- UNESP. Atualmente é doutoranda pelo programa de Pós Graduação em Patologia pela referida instituição.Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Patologia Toxicológica e Patologia Clínica. Atua principalmente na área de carcinogênese química e modelos experimentais de tumores uroteliais.
Published
2018-10-31
How to Cite
Benedito, O. L., Fava, R. M., de Camargo, J. L. V., & de Oliveira, M. L. C. S. (2018). Proliferação celular na pelve renal de ratos expostos ao herbicida diuron ou ao adoçante artificial sacarina sódica, 11(3). https://doi.org/10.22280/revintervol11ed3.387
Section
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS II (FARMACOLOGIA - TOXICOLOGIA)