Aplicação do índice AMBI adaptado aos dados de levantamento da avifauna de Holambra para a determinação da integridade ambiental

  • Erika Santos

Abstract

Os dados de levantamento da fauna nas áreas de preservação da estação experimental de Holambra, coletados num período de mais de dez anos (entre 2002 a 2013), mostraram uma tendência de aumento de diversidade e riqueza específica da avifauna. Com o objetivo de transformar estes dados em indicador da integridade ambiental foi proposto o uso do índice AMBI, através da aplicação do software de mesmo nome desenvolvido pela AZTI-Tecnalia. Os dados da avifauna foram tabulados, e foram atribuídos números de indivíduos, conforme a frequência avistada em cada levantamento. Todas 173 espécies avistadas foram catalogadas em grupos ecológicos, conforme seu grau de oportunismo e sensibilidade às perturbações antrópicas. Os dados obtidos nos levantamentos da avifauna foram adaptados ao programa, já que o índice AMBI foi inicialmente formulado para avaliação de impacto em ambientes costeiros, usando como indicador ambiental as espécies de macro invertebrados bentônicos. O software, a partir da proporção de indíviduos em cada grupo ecológico, fornece a classificação de integridade ambiental, podendo indicar o grau de perturbação de um habitat e sua evolução em cada período. A integridade ambiental para os quatro períodos analisados (2003, 2005, 2010 e 2013) aponta que se trata de um ambiente levemente impactado com tendência de melhoria no decorrer do tempo. 

References

BIBBY, C. J.; MARSDEN, S.; JONES, M. Bird surveys. [S.l].: Expedition Advisory Centre, 1998. 143 p. (Expedition Field Techniques).

BIODINÂMICA ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE. Estudo de Impacto Ambiental EIA – Gasoduto Paulínia – Jacutinga. Rio de Janeiro: Petrobrás, 2006. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2013.

BORJA, A.; FRANCO, J.; PÉREZ, V. A Marine Biotic Index to establish the ecological quality of soft-bottom benthos within European estuarine and coastal environments. Marine Pollution Bulletin, London, v. 40, n. 12, p. 1100–1114, 2000.

BORJA, A.; MUXIKA, I.; FRANCO, J. The application of a marine biotic index to different impact sources affecting soft-bottom benthic communities along European coasts. Marine Pollution Bulletin, London, v. 46, n. 12, p. 835–845, 2003.

LANDRES, P. B.; VERNER, J.; THOMAS, J. W. Ecological uses of vertebrate indicator species: a critique. Conservation Biology, Hoboken, v. 2, n. 4, p. 316-328. 1988.

MARINI, M. A.; GARCIA, F. I. Bird conservation in Brazil. Conservation Biology, Hoboken, v. 19, n. 3, p. 665-671, jun. 2005.

OLMO, F. Aves ameaçadas, prioridades e políticas de conservação no Brasil. Revista Natureza e Conservação, Curitiba, v. 3, n. 1, p. 21-42, abr. 2005.

RIBON, R. Amostragem de aves pelo método de listas de Mackinnon In: VON MATTER, S. et al. Ornitologia e Conservação: ciência aplicada, técnicas de pesquisa e conservação. Rio de Janeiro: Technical Book, 2011. cap. 1, p. 31-44.

SABINO, J.; PRADO, PI. Síntese do conhecimento da diversidade biológica de vertebrados do Brasil. In: LEVINSOHN, T. Avaliação do estado do conhecimento da diversidade brasileira. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2006. v. 2, p. 55-143.

SALOMÃO, A. T.; SANTIAGO; R. G. Projeto levantamento qualitativo da fauna de vertebrados da estação experimental Syngenta Proteção de Cultivos LTDA. Holambra: Syngenta, 2003. 21 p. Relatório final de atividades. Documento interno, de acesso restrito.

SANTIAGO, R. G. Projeto Fauna 2005: Syngenta – Estação Experimental de Holambra – SP. Holambra: Syngenta, 2005. 20 p. Relatório de atividades. Documento interno, de acesso restrito.

SANTIAGO, R. G.; NASCIMENTO, M. C. Projeto Fauna 2010: Syngenta – Estação Experimental de Holambra – SP. Holambra: Syngenta, 2010. Relatório final. 41 p. 2010. Documento interno, de acesso restrito.

SANTIAGO, R. G. Projeto Fauna 2013: Syngenta – Estação Experimental de Holambra – SP. Holambra: Syngenta, 2013. Relatório Final. 61 p. Documento interno, de acesso restrito.

SHANNON, C.E; WEAVER, W. The Mathematical Theory of Communication. Urbana, Illinois: University of Illinois Press. 1949. 117 p.

SICK, H. Ornitologia brasileira. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira S.A., 1997. 912 p.

STOTZ, D. F. et al. Neotropical birds: ecology and conservation. Chicago: University of Chicago Press, 1996. 502 p.

STRAUBE, F. C. Protocolo mínimo para levantamento de avifauna em Estudos de Impacto Ambiental. In: VON MATTER, S. et al. Ornitologia e conservação: ciência aplicada, técnicas de pesquisa e conservação. Rio de Janeiro: Technical Book, 2011. cap. 9, p. 237-254.

WIENS, J. A. The ecology of bird communities. Cambridge: Cambridge University Press, 1989. v. 2, 336 p.
Published
2016-02-03
How to Cite
Santos, E. (2016). Aplicação do índice AMBI adaptado aos dados de levantamento da avifauna de Holambra para a determinação da integridade ambiental, 9(1). https://doi.org/10.22280/revintervol9ed1.246
Section
BIODIVERSIDADE (ECOLOGIA; OCEANOGRAFIA; BOTÂNICA; ZOOLOGIA)