Aspectos toxicológicos do descarte de Medicamentos: Uma questão de educação em saúde

  • Sandna Larissa Freitas dos Santos Faculdade Católica Rainha do Sertão http://orcid.org/0000-0002-2697-2874
  • Karla Bruna Nogueira Torres Barros Faculdade Católica Rainha do Sertão
  • Regilane Matos da Silva Prado Faculdade Católica Rainha do Sertão
  • Francisco Rodrigo de Azevedo Mendes de Oliveira Faculdade Católica Rainha do Sertão

Abstract

Os riscos do descarte incorreto de medicamentos são considerados uma ameaça à saúde de crianças ou pessoas carentes que possam reutilizá-los, pelo reuso indevido por descuido de sobras de medicamentos. Assim, podem ocorrer reações adversas graves, intoxicações, entre outros problemas, incluindo a agressão ao meio ambiente por meio da contaminação da água, do solo e de animais. Com isso, o objetivo desse estudo foi realizar uma revisão sobre os aspectos toxicológicos do descarte de medicamentos relacionados a educação em saúde. Foi realizada uma revisão bibliográfica através das bases de dados Pubmed, SciELO, e Bireme, selecionando-se estudos relevantes para a discussão do tema abordado. Após análise dos artigos selecionados, verificou-se que a com a análise química observa a presença de fármacos como antibióticos, hormônios, anestésicos, depressivos, antiinflamatórios dentre outros em esgoto doméstico, em águas superficiais e sedimentos, os quais além de ocasionar riscos residuais no meio ambiente pode apresentar efeitos adversos em organismos aquáticos e terrestres. No que se refere aos possíveis efeitos em seres humanos, é constatada a existência de alguns indícios de sua prejudicialidade, bem como a proliferação de doenças e da diminuição da qualidade de vida do indivíduo. Com efeito promover campanhas de coleta de medicamentos vencidos, as quais possam conscientizar a população sobre o descarte adequado e os problemas que podem ocorrer com destinação incorreta destes, é de extrema importância, sendo também essencial realizar divulgação na mídia sobre a coleta, montar postos de recolhimento nas farmácias e encaminhar o material para destinação correta, e, dessa forma, as informações sobre os danos possam chegar até a população.

Author Biography

Sandna Larissa Freitas dos Santos, Faculdade Católica Rainha do Sertão
Graduanda em FarmáciaFCRS

References

ALVARENGA, L. S. V.; NICOLETTI, M.A. Descarte doméstico de Medicamentos e algumas considerações sobre o Impacto Ambiental decorrente. Revista Saúde. 2010.
ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Ministério da Saúde. Resolução RDC 306, de 7 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, 2004. Disponível em: . Acesso em: 17 fev 2015.
ANVISA – AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Medicamentos. Descarte de Medicamentos: Responsabilidade Compartilhada. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2015.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL. Logística reversa aplicada ao setor de medicamentos. 2013.
BRASIL. Resolução – RDC no 306, de 7 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para gerenciamento de resíduos de saúde, 6 dez. 2004. Diário Oficial da União, 10 dez. 2004.
BUENO, C. S.; WEBER, D.; OLIVEIRA, K. R. Farmácia caseira e descarte de medicamentos no bairro Luiz Fogliatto do município de Ijuí – RS. Rev. Ciências Farm. Básica Apl., Rio Grande do Sul, 30(2):75-82, out. 2009.
CARNEIRO, F. Descartar medicamentos vencidos ainda é problema. São Paulo: Universidade Metodista de São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 11 fev. 2015.
CARVALHO, E.V.; FERREIRA, E.; MUCINI, L.; SANTOS, C. Aspectos legais e toxicológicos do descarte de medicamentos”. Revista Brasileira de Toxicologia, 2009.
CRESTANA, G.B. & SILVA, J.H. Fármacos residuais: panorama de um cenário negligenciado. Revista Internacional de Direito e Cidadania, n. 9, p. 55-65, 2011
EICKHOFF, P.; HEINECK, I.; SEIXAS, L. J. Gerenciamento e destinação final de medicamentos: uma discussão sobre o problema. Revista Brasileira de Farmácia. v. 90, n. 1, p. 64-68, 2009.
FALQUETO, E.; KLIGERMAN, D. C.; ASSUMPÇÃO, R. F. Como realizar o correto descarte de resíduos de medicamentos? Revista Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 3283- 3293, 2010.
FALQUETO, E.; KLIGERMAN, D. C. Diretrizes para um Programa de Recolhimento de Medicamentos Vencidos no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 2013.
FERREIRA, C. L.; RODRIGUES, S. C.; SANTOS, M. A. S. Análise Do Conhecimento da População sobre Descarte de Medicamentos em Belo Horizonte – Minas Gerais. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, Aracaju. V.3 .N.2, p. 9 – 18, Fev. 2015.
GRACIANI, S. F.; FERREIRA, G. L. B. V. Impacto ambiental de los medicamentos y su regulación en Brasil. Revista Cubana de Salud Pública. 2014.
Guidelines for safe disposal of unwanted pharmaceuticals in and after emergencies. WHO, 1999.
MATHIAS, F. T.; ROMANO, M. A.; ROMANO, R. M.; Avaliação dos Efeitos Toxicológicos e Ambientais de Nanopartículas de Sais de Prata. Revista Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, 2014;35(2):
MARTINS, S. G.; OLIVEIRA, F. P.; SENNA, A. J. T.; ALVES, R. R. Descarte Correto De Medicamentos No Município De São Gabriel (RS)- EcoInovar, 2013
MENDES, K.D.D.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto enferm. 2008; Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf. Acesso em: 19 fev 2015.
POMATI, F.; ORLANDI, C.; CLERICI, M.; LUCIANI, F.; ZUCCATO, E. “Effects and interactions in an environmentally relevant mixture of pharmaceuticals”. Toxicol. Sci., 2008.
PONEZI A. N.; DUARTE M. C. T.; CLAUDINO M. C.,Fármacos em Matrizes Ambientais CPQBA UNICAMP, 2007.
SERAFIM, E. O. P.; VECCHIO, A.; GOMES, J.; MIRANDA, A.; MORENO, A. H.; LOFFREDO, L. M. C.; SALGADO, H. R. N.; CHUNG, M. C. Qualidade dos medicamentos contendo dipirona encontrados nas residências de Araraquara e sua relação com a atenção farmacêutica. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 43, n. 1, jan./mar., 2007.
UEDA, J.; TAVERNARO, R.; MAROSTEGA, V.; PAVAN, W. Impacto ambiental do descarte de fármacos e estudo da conscientização da população a respeito do problema. Ver Ciênc Amb. 2009;5 p.9.
VAZ, K. V.; FREITAS, M. M.; CIRQUEIRA, J. Z. Investigação Sobre A Forma De Descarte De Medicamentos Vencidos. Cenarium Pharmacêutico, Ano 4, n° 4, Maio/Nov 2011.
.
.
Published
2016-10-28
How to Cite
Santos, S. L. F. dos, Nogueira Torres Barros, K. B., Silva Prado, R. M. da, & Oliveira, F. R. de A. M. de. (2016). Aspectos toxicológicos do descarte de Medicamentos: Uma questão de educação em saúde, 9(3). https://doi.org/10.22280/revintervol9ed3.226